Editorial – Revista Ambiente Contábil – Volume 9 – Número 2 – Ano 2017 (jul./dez./2017)

Autores

  • Maurí­cio Corrêa da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Resumo

Editorial – Revista Ambiente Contábil – Volume 9 – Número 2 – Ano 2017 (jul./dez./2017)A Revista Ambiente Contábil (Ambiente) apresenta na sua 18ª edição 20 (vinte) artigos que tratam de assuntos relevantes para a área contábil.Artigo 1 - QUALIDADE DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE O NÍVEL DE PERCEPÇÃO QUALITATIVA DOS CONTADORES E AUDITORES DO DISTRITO FEDERAL de Géssica Cappellesso, Jomar Miranda Rodrigues e Eduardo Tadeu Vieira com o objetivo de verificar o nível de percepção que os contadores e auditores do Distrito Federal têm sobre as principais proxies de uma informação contábil de qualidade, com base nas dimensões de conservadorismo, persistência, gerenciamento de resultados e value relevance. Artigo 2 - PRÁTICAS ORÇAMENTÁRIAS APLICADAS EM CONCESSIONÁRIAS DE VEÍCULOS NO ESTADO DE SANTA CATARINA de Myrna Modolon Lima, José Luiz Vailatti, Rogério João Lunkes, Valdirene Gasparetto e de Darci Schnorrenberge com o objetivo de identificar e analisar as práticas de orçamento em concessionárias de veículos em Santa Catarina e comparar com as principais práticas de orçamento encontradas na literatura.Artigo 3 - EMPRESAS POTENCIALMENTE POLUIDORAS: DETERMINANTES QUE INFLUENCIAM A DIVULGAÇÃO VOLUNTÁRIA DE INFORMAÇÕES AMBIENTAIS de Rafaele Potrich, Marcilde Sabadin, Rodrigo Angonese e de André da Silva Pereira com o objetivo de verificar quais são os fatores determinantes que influenciam a divulgação voluntária de informações ambientais das empresas consideradas potencialmente poluidoras, listadas na BM&FBovespa, ressaltando o contexto da sustentabilidade.Artigo 4 - IMPACTO DA DIVULGAÇÃO DE EVENTOS SUBSEQUENTES NO RETORNO ANORMAL: ESTUDO EM COMPANHIAS DO IBOVESPA de Sonia Raifur Kos, Claudio Marcelo Edwards Barros e de Romualdo Douglas Colauto com o objetivo de verificar o impacto da divulgação de Eventos Subsequentes no Retorno Anormal das ações em empresas que participam do IBOVESPA.Artigo 5 - CAUSAS DA ROTATIVIDADE DE EMPREGADOS EM ESCRITÓRIOS CONTÁBEIS: UM ESTUDO MULTICASO de Alex Eckert, Giovana Caregnato Orsso, Marlei Salete Mecca e de Roberto Biasio com o objetivo de diagnosticar as causas que levam a rotatividade de colaboradores em escritórios de contabilidade.Artigo 6 - UM ESTUDO SOBRE AS PRÁTICAS DE AVALIAÇÃO DE EMPRESAS PELOS CONTADORES CADASTRADOS NA ASSOCIAÇÃO DE PERITOS JUDICIAIS DO ESTADO DE PERNAMBUCO – APJEP de Gleidson Ramos Ferreira, Elanuza Gracielly Lira Sá e de Adilson Celestino de Lima com o objetivo de analisar quais são os métodos mais comuns utilizados pelos Contadores cadastrados na Associação de Peritos Judiciais do Estado de Pernambuco quando da avaliação de empresas.Artigo 7 - AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA CRISE ECONÔMICA-POLÍTICA-ÉTICA NAS FINANÇAS PÚBLICAS DO BRASIL de José Matias-Pereira com o objetivo principal de avaliar como as variáveis economia, política e corrupção interagiram e contribuíram para a desorganização da economia brasileira, em especial, das finanças públicas.Artigo 8 - IDENTIFICAÇÃO DE NICHOS DE MERCADO A PARTIR DA ANÁLISE DO ORÇAMENTO FAMILIAR DA POPULAÇÃO DE BAIXA RENDA de Francisco Carlos Carvalho de Melo, José Anízio Rocha de Araújo, Vicente Lima Crisóstomo e de Renato Zancan Marchetti com o objetivo de analisar o consumo de uma população de baixa renda, aglomerando as famílias em clusters de acordo com o orçamento familiar.Artigo 9 - O EXAME DE SUFICIÊNCIA EM CONTABILIDADE: UMA AVALIAÇÃO SOB A PERSPECTIVA DOS PESQUISADORES de Claudio de Souza Miranda, Adriana Maria Procópio de Araújo e Raissa Alvares de Matos Miranda com o objetivo de identificar a percepção de docentes e profissionais sobre o exame de suficiência para a profissão contábil, bem como avaliar seu atual modelo.Artigo 10 - A RELAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA CONTÁBIL COM O DESEMPENHO DISCENTE E A QUALIDADE DOS CURSOS SUPERIORES EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS DO BRASIL de Paulo Vitor Souza de Souza, Uniran Lemos da Cruz e de Eduardo Felicíssimo Lyrio com o objetivo de analisar se há associação do índice de aprovação no exame de suficiência contábil com o desempenho discente e a qualidade dos cursos superiores no Brasil.Artigo 11 - TRANSPARÊNCIA NA GESTÃO PÚBLICA: UM ESTUDO DO ATENDIMENTO DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO RIO GRANDE DO NORTE A LEI COMPLEMENTAR Nº 131/2009 de Célio da Costa Barros, Filipe Machado da Costa Barros, Fábia Jaiany Viana de Souza, Edimilson Monteiro Batista e Renata Paes de Barros Câmara com o objetivo de verificar o atendimento dos municípios do estado do Rio Grande do Norte (RN) quanto à implantação da transparência municipal estabelecida na LC nº 131/2009.Artigo 12 - COMPORTAMENTO DECISÓRIO DOS CONTADORES SOB A PERSPECTIVA DA TEORIA DO PROSPECTO de Ivone Vieira Pereira, César Augusto Tibúrcio Silva e Ednilto Pereira Tavares Júnior com o objetivo de identificar na perspectiva da Teoria do Prospecto se os contadores apresentam o efeito certeza, efeito reflexão e efeito isolamento.                                                                                                                Artigo 13 - INDICADORES DE DESEMPENHO E VALOR DE MERCADO: UMA ANÁLISE NAS EMPRESAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA  de José Felipe da Rocha Oliveira, Dante Baiardo Cavalcante Viana Junior, Vera Maria Rodrigues Ponte e Sylvia Rejane Magalhães Domingos com o objetivo de investigar a relação entre os indicadores de desempenho e o valor de mercado das companhias listadas na BM&FBOVESPA, por meio da análise de seis variáveis de desempenho (giro do ativo, ROA, ROE, margem líquida, EBITDA e margem EBITDA) em correlações de Pearson e regressões lineares múltiplas com dados em painel.Artigo 14 - ESCOLHAS NA CONSTRUÇÃO DE SISTEMAS DE CUSTEIO: ESTUDOS DE CASO de Ivan Canan com o objetivo geral de investigar o sistema de custeio em um setor específico, que é o das indústrias de fabricação de chapas de compensado de madeira. Três objetivos específicos focados: (i) as escolhas dos métodos de custeio que, combinados entre si, geraram os sistemas de custeio nas empresas investigadas; (ii) as semelhanças e diferenças dos sistemas de custeio entre as empresas; e (iii) a relação entre o contexto socioeconômico e as escolhas realizadas.Artigo 15 - OTIMIZAÇÃO DE UMA CARTEIRA DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DISPONÍVEIS À APLICAÇÃO DE RECURSOS DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL (RPPS), CONFORME A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL de Clemente Trintinalia e Ricardo Goulart Serra com os objetivos: (a) identificar qual o conjunto de fundos de investimentos administrados pela Caixa, principal administrador no critério de patrimônio líquido em 30/7/15, oferece a melhor relação de risco e retorno (carteira ótima) para alocação dos recursos dos RPPS, perante à legislação aplicável, utilizando-se dos pressupostos da Moderna Teoria de Carteiras (MTC) no período de estimação dos parâmetros compreendido entre 30/6/2013 a 30/6/2015, (b) analisar os efeitos das restrições legais à obtenção de uma carteira ótima e (c) avaliar, sob os aspectos de risco e retorno, as condições para o atingimento da meta atuarial diante da vedação ao uso de alavancagem.Artigo 16 - ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA MEDIANTE GERAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE CRÉDITOS DE CARBONO de Renata Lúcia Basso, Daniele Dias de Oliveira Bertagnolli e de Lucas Almeida dos Santos com o objetivo geral de analisar como a participação em projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) e geração de créditos de carbono auxiliam na situação econômico-financeira da organização.Artigo 17 - CONCEITO DE ESTRATÉGIA NA PERCEPÇÃO DOS DISCENTES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS de Thiago Bruno de Jesus Silva, Luis Antonio Lay, Carline Rakowski Savariz, Cristian Bau Dal Magro e de Edmery Tavares Barbosa com o objetivo de identificar o conceito de estratégia que tem sido utilizado pelos estudantes da graduação de Ciências Contábeis em quatro instituições do Estado de Santa Catarina.Artigo 18 - A INFLUÊNCIA DO DISCLOSURE VOLUNTÁRIO NO CUSTO DA DÍVIDA DE FINANCIAMENTOS EM EMPRESAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA de Claudio Marcelo Edwards Barros, Sonia Raifur Kos, Silvia Consoni e de Romualdo Douglas Colauto com o objetivo de examinar o efeito de decisões de evidenciação voluntária sobre os custos decorrentes da aquisição de financiamentos junto a terceiros.Artigo 19 - FINANCIAMENTO POLÍTICO NO BRASIL: PERFIL DAS EMPRESAS DOADORAS A CANDIDATOS ENTRE OS ANOS DE 2002 A 2014 de Cleide Simone da Silva Ribeiro, Juliana Gonçalves de Araújo, João Gabriel Nascimento de Araújo e de Rodrigo Vicente dos Prazeres com o objetivo de identificar o perfil das empresas que doaram a candidatos entre os anos de 2002 a 2014, suas características como setor, porte, se são listadas na Bolsa de Valores do Estado de São Paulo (BM&FBOVESPA), qual o cargo, partido e estado mais atrativo para doação.Artigo 20 -  ESTILOS DE APRENDIZAGEM E INFLUÊNCIA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM: ANÁLISE EMPÍRICA NA VISÃO DE ESTUDANTES DE CONTABILIDADE de Laís Márcio de Souza, Bruna Camargos Avelino e de Renata Turola Takamatsu com o objetivo de identificar os estilos de aprendizagem de estudantes do curso de Ciências Contábeis de uma Instituição de Ensino Superior Federal localizada em Minas Gerais. Boa leitura. Cordiais saudações! Prof. Dr. Maurício Corrêa da SilvaEditor Geral da Revista Ambiente Contábil                             

Biografia do Autor

Maurí­cio Corrêa da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Doutor em Ciências Contábeis (Multi-institucional das UnB/UFPB/UFRN – 2014/2016). Mestre em Ciências Contábeis (Multi-institucional das UnB/UFPB/UFPE/UFRN - 2004/2005). Especialista em Contabilidade e Controladoria Governamental (UFPE - 2001/2002). Graduado em Ciências Contábeis (Sociedade Civil Colégio Moderno - Faculdades Integradas - Belém - PA - 1981-1985). Lecionou na Faculdade Santa Catarina (FASC), Faculdade Boa Viagem (FBV) e na Faculdade de Ciências Humanas ESUDA (FCHE), no período de agosto de 2002 a julho de 2009. Tem experiência na área contábil do setor público como contador, tomador de contas e auditor interno por mais de 15 anos. Linha de pesquisa: contabilidade governamental, controladoria governamental, auditoria governamental e avaliações quantitativas de políticas públicas. Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) - Departamento de Ciências Contábeis, desde julho de 2009. Leciona as disciplinas: auditoria governamental, controladoria governamental, contabilidade governamental e administração financeira governamental. Artigos publicados estão disponíveis na Homepage: www.researchgate.net/profile/Mauricio_Silva18

Downloads

Publicado

2017-07-12

Edição

Seção

EDITORIAL