QUALIDADE DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE O NÍVEL DE PERCEPÇÃO QUALITATIVA DOS CONTADORES E AUDITORES DO DISTRITO FEDERAL

Autores

  • Géssica Cappellesso Universidade de Brasília
  • Jomar Miranda Rodrigues Universidade de Brasília
  • Eduardo Tadeu Vieira Universidade de Brasília

Resumo

A contabilidade tem o objetivo de prestar informações contábeis úteis aos seus usuários, contudo ainda é difícil identificar suas determinantes. Nesse sentido, o objetivo do estudo foi verificar o nível de percepção que os profissionais contábeis do Distrito Federal detêm sobre o gerenciamento de resultado, conservadorismo, value relevance e persistência serem proxies da qualidade da informação. Para isso, foram aplicados questionários em uma amostra de 72 pessoas, onde as respostas foram agrupadas por baterias de inter-relação e analisadas por distribuições de frequência. Os resultados mostraram que o value relevance é a proxy mais percebida, seguida pelo gerenciamento de resultado, conservadorismo e persistência. Ainda, observou-se que há autores e respondentes que consideram que o gerenciamento de resultados deteriora a qualidade da informação, enquanto outros acham que pode haver uma melhora ou piora na qualidade, dependendo dos motivos.  Além disso, constatou-se que a maior parte dos respondentes julgam que o conservadorismo e o value relevance melhoram a utilidade, mas que a maioria deles não são conservadores. Por fim, foi verificado um baixo nível de percepção em relação à proxy de persistência. Assim, é possível concluir que certas proxies são mais percebidas que outras, e que a maioria das percepções tem embasamento teórico.Palavras-chave: Qualidade da informação contábil. Informações contábeis. Determinantes da qualidade.

Downloads

Publicado

2017-07-12

Edição

Seção

ARTIGOS